Subprojeto de Filosofia busca uma interface com a sociologia

O programa de Iniciação à docência – PIBID, Subprojeto de Filosofia busca uma interface com a sociologia. Desse modo, as atividades desenvolvidas no interior das escolas são, dentre outras coisas, atividade de capoeira que é compreendida como Capoeira na Escola. Essa atividade se desenvolve com os bolsistas que atuam no Colégio Astolpho Macedo Souza, supervisão do professor Marcel Flenik Santos. Destacamos que, mesmo sedo um grupo de trabalho ligado a esse colégio acima apresentado, o projeto Capoeira na Escola, desenvolvido no interior do subprojeto de filosofia/sociologia, desenvolve atividades em outras escolas de União da Vitória e região. 

O Subprojeto Filosofia/sociologia, também desenvolve estudos em toro da vulnerabilidade social e, desse modo, a partir de estudos em torno de Peter Berger e Michel Foucault trabalha com os conceitos de socialização primária e secundária, bem como de ressocialização. Esse grupo de estudo e de atividade no interior da escola é supervisionado pelo professor Hélio Tomal e as atividades são alocadas no Colégio São Cristóvão.  Todavia, as discussões em toro da socialização e da ressocialização são desenvolvidas não só esse espaço educacional, mas em escolas que abrigam alunos com alto índice de vulnerabilidade social. Por essa razão, os bolsistas visitaram uma unidade prisional para compreender como que funciona os conceitos de vigilância e de disciplina trabalhados por Foucault e sistematizados o estudo em grupo. E de posse dos estudos em toro da obra de Berger e de Foucault, os bolsistas desenvolveram reflexões não só o colégio São Cristóvão, mas em escolas do município. 

O subprojeto filosofia/sociologia desenvolveu atividade no colégio Túlio de França que se intitulou júri simulado com o tema: socialização/ressocialização qual é o papel do Estado frete ao asseguramento da cidadania?